Websérie de animação conta a história de personagens históricos capixabas em várias épocas do Espírito Santo

16/12/2021 18h44

A série estreia nesta sexta-feira às 13h50 na TVE, canal 2.1 e ainda contará com a reprise no sábado (18), do mesmo mês, desta vez, às 10 horas da manhã

A partir desta sexta-feira (17), às 13h50, a TVE vai trazer uma nova história para ser contada aos capixabas.É a estreia de “Capixabas D’Luta”, uma websérie criada pela cineasta Cintia Braga que conta a história de seis personagens históricos de diferentes épocas do Espírito Santo. A obra passeia por locais e fatos históricos da história do estado, como as Ruínas no Queimado, o Palácio Anchieta, a Escadaria Maria Ortiz e o Parque Estadual Paulo César Vinha.

A série, contemplada pelo edital Cultura Digital, da Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo (Secult), com recursos da Lei Aldir Blanc, foi produzida como uma animação desenhada à mão pelo artista Luiz Quintanilha, contendo também trilha sonora assinada por Greco Nogueira.
De acordo com a cineasta, a série “surgiu da ideia de produzir conteúdo audiovisual com inspiração em temáticas curriculares, ou seja, a criação de um material didático referente à história do ES, explorando seis biografias de personalidades que tiveram suas trajetórias de vida marcadas pela atuação em defesa da vida e das liberdades".

Para representar esses 6 personagens, foram convidados artistas locais para o trabalho. São eles: Eliezer Almeida (que dá voz ao Chico Prego), Lorena Lima (Maria Ortiz), Cynthia Dessaune (Maria Nilce), Suely Bispo (Maria Tomba Homem), Foca Magalhães (Afonso Cláudio) e Duílio Kuster Cid (Paulo Cesar Vinhas). Todos eles, de acordo com Cinthia, são, de fato, Capixabas D`Luta, “pois dedicaram suas vidas à defesa da liberdade individual e da vida”.

Um ponto interessante dessa montagem é que cada um dos sete episódios da temporada inicia com um artigo da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, fazendo uma relação entre a história da personagem e promovendo uma reflexão politizada que colabora na formação da cidadania. Capixaba de luta, para a autora, caminha na direção da luta a favor da liberdade de expressão, tolerância religiosa e defesa do meio ambiente, ao mesmo passo que anda na contramão de regimes autoritários e desigualdades sociais.

O roteiro possui uma carga dramática a qual potencializa a construção da série, já que possibilita a identificação no imaginário capixaba de personalidades de destaque no Estado. Para a criadora da websérie, "os roteiros de Capixabas D’Luta não são retratos, e muito menos resgates do passado. São formas de valorizar a tradição de forma politizada, fomentando a conscientização na direção de uma formação para a cidadania”. O projeto, em toda a sua esfera, tanto visual quanto textual, valorizam nossas raízes históricas a partir dos atos de heroísmo e resistência das personagens.

Os planos para o futuro da série são muitos. O desejo da cineasta é estender Capixabas D’Luta para além de apenas uma temporada e, ainda, ampliar sua execução do que somente nas plataformas digitais. Além disso, Cinthia também fala sobre sua vontade de incluir mais 6 personalidades capixabas no enredo e adicionar outros temas a trama como as lutas LGBTQIAP+.

O incentivo na produção dos saberes para a formação cidadã e política é algo indispensável como objetivo a ser atingido pela diretora, por isso, para a próxima montagem também serão incluídos exemplos de capixabas de luta que atuaram na defesa da garantia dos direitos fundamentais.

Texto: Duanny Gardoni

Informações à Imprensa:
Rádio e Televisão do Espírito Santo RTV ES
(27) 3636-6664 / WhatsApp: (27) 99943-5574
https://rtv.es.gov.br/